Boca de leão: do jardim ao prato

Boca de leão: do jardim ao prato

A boca de leão (Antirrhinum majus), também chamada de boca de lobo, é uma planta muito comum dentro do universo da jardinagem ornamental, sendo também conhecida como uma flor de corte, mas o que poucas pessoas conhecem são seus poderes alimentícios.

Ela é herbácea anual, ou seja, depois da floração intensa morre. Possui pequeno porte, atingindo entre 30 a 70 cm de altura quando em floração, porém existem variedades mais altas. As flores possuem coloração variadas e no formato similares à boca, por isso seu nome boca-de-leão. Flores surgem no final do inverno e começo da primavera e vão até o fim do verão. Ou seja, essa é uma ótima hora para cultivá-la.

Aprecia clima mais frios, porém pode se desenvolver em ambientes mais quentes. Deve ser cultivada sob sol pleno, seja em vasos, jardineiras ou canteiros. Seu pequeno porte é ideal para espaços reduzidos. Após a floração, a planta morre e as sementes podem ser plantadas em sementeiras no começo do inverno.

Suas flores, ricas em flavonoides, são comestíveis e dão cor às saladas e diversos outros pratos, porém o sabor é suave, sendo melhores consumidas cruas. O que é ótimo é que possui uma boa durabilidade pós-colheita, por ser uma flor rígida. Conserva-se bem tanto na geladeira, quanto em uma decoração ou até mesmo em um arranjo. Uma flor comestível coringa para ter no jardim e na geladeira. Lembrando que, jamais consumimos uma flor oriunda de floricultura e cultivada como uma flor ornamental, pois pode ter diversos tipos de substâncias químicas para aumentar sua durabilidade. Flor para ser comestível tem que ser cultivado com essa finalidade!

Está esperando o que para plantar ela em casa?

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915 ou (11) 98426-6564 (WhatsApp)
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Deixe uma resposta