Dicas Simples: hora da rega

Dicas Simples: hora da rega
Gabriela Pastro

Água é vida, ela está presente nas células de todos os organismos. Ela é capaz de transportar os nutrientes no solo, diminuir a temperatura da atmosfera e manter nossas células vivas e funcionando. A falta de água retarda o crescimento da planta, acelera o seu envelhecimento e diminui sua qualidade. Por isto, regar corretamente é essencial para o sucesso de nossa horta…

 Rega ©Sabor de Fazenda

Mas será que existe alguma regra de intervalo de dias…de dois em dois dias…três em três…diariamente? Não.

Não tem como estipular um intervalo fixo de rega, isto irá depender da temperatura, época do ano, umidade do ar e intensidade da rega anterior.

Como fazer, então…

A melhor maneira de sabermos se é hora de molharmos ou não é fazendo um pequeno buraco na terra, com o dedo, para verificarmos se a camada abaixo da superficial esta seca ou não. Não podemos tomar uma decisão verificando apenas a camada superficial, na maioria das vezes a área que fica em contato com o ar está seca e a terra mais embaixo não…neste cenário não devemos realizar a rega ainda.

É preferível fazermos várias regas leves (mesmo se for necessário mais de uma vez ao dia) do que regas mais espaçadas e intensas, priorizando horas mais frescas do dia. Lembrando que na hora da rega devemos usar um regador com pequenos furos (tipo chuveirinho) e afastar as folhas. Se sempre regarmos as folhas vamos deixar uma porta aberta para o desenvolvimento de fungos e outras doenças…não queremos isto, né!?

Dica para o outono/inverno: a sugestão de regar em períodos mais frescos do dia vale para quando estivermos em época de calor intenso, se regarmos sob sol forte acabamos desperdiçando água, já que a terra vai estar tão seca que a raiz nem chegará a pegar esta água. Mas…para períodos com temperatura mais amena podemos regar durante as horas mais fortes do dia, pois se regarmos quando o sol baixar ou ainda não tiver tão forte vamos acabar deixando o solo e a própria planta encharcada, propiciando o desenvolvimento de fungos ambos.

Regando de acordo com o tamanho da folha…

Quanto maior for o tamanho das folhas (área superficial) maior será a perda de água por transpiração de nossa erva, além da perda via evaporação do solo. Portanto, no caso de plantas com folhas menores devemos maneirar ainda mais na rega. Também precisamos ficar atentos a quantidade de folhas presentes na nossa muda de erva ou tempero, quando a planta estiver com menos folhas e/ou com folhas secas ela necessitará de menos de água. Assim como a falta de água desfavorece o desenvolvimento da planta, o excesso também é prejudicial.

Importante: nenhuma destas dicas ajudarão se o solo do seu vaso ou canteiro não estiver com boa drenagem! Verifique se a terra está solta, se não estiver, afofe a camada superficial com rastelo ou espátula. Tome cuidado para não danificar as raízes. Terra muito compactada e argilosa pode ser corrigida com a adição de um pouco de areia de plantio…certo!?

E agora, mãos à terra!

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo

Este post tem 2 comentários

  1. Mais dicas úteis!
    Nunca tinha associado o tamanho das folhas à necessidade de rega!

    Obrigada!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho