É tempo de chá: 3 ervas coringas para o Inverno

É tempo de chá: 3 ervas coringas para o Inverno

No Hemisfério Sul, tivemos ontem o Solstício de Inverno, com ele os dias se tornam mais frios e com menor luminosidade solar. Este é o momento para tirarmos da cartola os chás, nada melhor do que uma bebida quentinha para aquecer o corpo e a alma.

Selecionamos para vocês algumas espécies fáceis de cultivar em casa e que possuem sabor, aroma e propriedades medicinais atrativas para esse momento do ano:

Manjericão canela (Ocimum basilicum ‘Cinnamon’): o queridinho manjericão de uma nova forma, com sabor e aroma de canela. Traz aquecimento ao corpo e possui propriedades fungicida e antiviral, além de melhorar a digestão, ponto importante para o inverno, pois nosso corpo (e sistema digestório) trabalham mais lentamente. Na horta, é cultivado igualmente aos demais manjericões, indo bem nessa época do ano com menor disponibilidade solar.

Tomilho-limão (Thymus x citriodorus): possui propriedades medicinais similar ao do tomilho-comum, ou seja, é um bom tônico digestivo, sendo eficiente como regulador do intestino, além de ser um excelente antisséptico do sistema respiratório sendo usado nos tratamentos de renites, bronquites e tosse0, ou seja, também essencial para essa época do ano. Na horta, vai bem em pequenos espaços, como bacias e jardineiras de profundidade acima de 18 cm.

Alecrim (Salvia rosmarinus): sim, podemos consumir infusão de alecrim, desde que não tenha pressão alta. Ele é ótimo para a saúde das juntas e ossos, tendo propriedades antirreumáticas. Ou seja, coringasso também, pois é a época do ano que podem surgir mais dores articulares e reumáticas. Também é excelente para questões respiratórias que surgem nesta altura, pode-se fazer com ele, assim com as ervas citadas acima, inalação. Na horta, prefere um solo solto, bem drenado e profundo, idealmente tendo pelo menos 25 cm de profundidade de vaso ou canteiro.

Dica: para preparar uma infusão de ervas frescas prefira sempre as que estejam com aroma acentuado, pois estão com seus óleos essências no seu máximo, oferecendo os princípios ativas que desejamos. Um dos segredos para uma boa bebida é nunca ferver as folhas ou flores. Assim, depois que a água soltar a primeira bolha de fervura, desligue o fogo, acrescente as ervas e deixe-as em infusão de cinco a dez minutos. A fervura ou aquecimento excessivo volatiza os compostos que dão aroma e sabor ao chá, diminuem suas propriedades medicinais e tornam seu gosto amargo.

E você, já tem essas ervas no seu jardim medicinal? Já tomou suas infusões? Conta para nós nos comentários.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915 ou (11) 93489-1008
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Deixe uma resposta