Galangal: uma incrível especiaria tailandesa

Galangal: uma incrível especiaria tailandesa

Como esperei por esse momento 🙂 …o momento de contar mais sobre essa especiaria que é top 5 para mim.

A galangal (Alpinia galanga) tem diversos nomes populares, assim como as demais plantas, também é chamada de galanga, colônia-de-java (principalmente na aromaterapia), gengibre-tailandês, gengibre de Laos, galangal-maior, entre outros.

É uma planta da família botânica Zingiberaceae, ou seja, é parente do gengibre, cúrcuma e cardamomo. Assim como o gengibre e a cúrcuma, são seus rizomas seu principal atrativo culinário e medicinal, os quais podem ser utilizados tanto frescos como secos. A culinária tailandesa possui forte presença do galangal em seus curries aromáticos. O rizoma imprime um sabor adocicado, perfumado e pungente. Um sabor  I N C R Í V E L!!

A planta é nativa da Indonésia e Malásia e também muito cultivada em Bengala e partes do sul da Índia.

 

Cultivo

Muito semelhante ao dos seus parentes, gengibre e cúrcuma. Gosta de terra bem humosa, rica em matéria orgânica e levemente úmida. Uma área com cerca de 3 horas de sol direto e diário já é o suficiente para ele. Para maior abundância de colheita é ideal que seja plantado em canteiro, diretamente no chão, ou em vasos flexíveis profundos (acima de 50 cm de altura), como os sacos PET que temos aqui. Quando suas folhas começarem a minguar é a hora de fazer sua colheita, geralmente no outono. A primavera/verão é o melhor momento para começar a plantá-lo, pois está começando agora a rebrotar.

 

Culinária

Como contei anteriormente, é muito utilizada na culinária tailandesa, seja para dar sabor e aroma à um prato ou para retirar o aroma de peixe dos preparados…sim é uma especiaria ótima para isso! Ou seja, combina muito bem com pratos que levem peixe (cru ou cozido), curries (vermelhos, verdes e amarelos), águas aromatizadas  e até mesmo para passar o café (coloco uma pitadinhas do rizoma seco no pó de café que será coada).

 

Medicina Tradicional

Seus rizomas são usados na medicina tradicional, principalmente na tailandesa, para tratar problemas respiratórios, especialmente em crianças. Esses também são carminativos e digestivos.

 

Gostou dessa especiaria? Aproveite para cultiva-la em casa, temos um pequenino lote dela a venda em nosso viveiro.

 

Queremos agradecer nosso querido parceiro Guilherme Ranieri, Matos de Comer, que nos deu uma muda há 3 anos atrás e que hoje se transformou em nosso matrizeiro.

 

 

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915 ou (11) 98426-6564
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Deixe uma resposta