Horta com fungos!

Horta com fungos!
Gabi Pastro, especialista em ervas aromáticas e especiarias

Estamos em um período bem chuvoso e nele algumas pragas e doenças típicas surgem. O mais comum são pulgões e fungos pós-chuvas. No post de hoje o foco são os fungos. Eles surgem pela combinação calor e umidade.

Com a chuva frequente e o sol mais fraco, entre nuvens, a folhas mais centrais das plantas não conseguem secar e é com essa parte que temos que ter mais atenção. Vejam a foto dessa salsinha crespa:

Salsa crespa com fungo

Esse problema também é frequente na lavanda, a qual não gosta de umidade e não consegue se proteger dela. Quando eles surgem e espalhando-se temos aquela típica visão da planta com o entorno bonito, porém com o miolo úmido, na coloração marrom e com quase todas as folhas mortas.

Diversos tipos de fungos podem surgir e eles apresentam colorações diferentes. Por exemplo, o míldio apresenta-se em manchas amarelas ou vermelho-púrpura e o oídio confere colocação esbranquiçada. O problema é identificado tardiamente quando a cor do fungo é similar a das folhas, como no caso da sálvia-comum, vejam:

Já o manjericão sofre com fungo Fusarim oxysporum, qual faz o pé inteiro murchar e morrer muito rapidamente.

 

Podemos evitar/reduzir o problema ao:

– Evitar a rega nas folhas durante os meses de chuvas frequentes

– Podar as primeiras folhas com a doença que surgirem, assim a ela não espalhará na planta e na horta

– Fazer uma poda de limpeza para aumentar a circulação de ar no entorno e no meio da planta

– Observar frequentemente as plantas, principalmente a região mais central delas.

– Em casos de infestações, aplicar inseticida natural de pimenta e alho. Receita aqui.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Este post tem 2 comentários

  1. “Podar as primeiras folhas com a doença que surgirem, assim a ela não espalhará na planta e na horta.”

    Caramba! Eu sempre vejo meus tomateiros morrerem por excesso de fungos, mas nunca havia pensado numa solução tão simples! Existe uma forma certa de fazer a poda, ou basta cortar com o alicate apropriado?

Deixe uma resposta