Erva Botão (Eclipta prostata)

Erva não aromática, nativa das Américas Subtropical e Temperada que, há muitos anos, espalhou-se pela África, Ásia, Europa e Oceania e hoje ocorre espontaneamente em boa parte do mundo. É uma planta muito valorizada na Ayurveda, medicina tradicional indiana, sendo chamada de Bhringraj, que em sânscrito significa “rei do cabelo”, pois promove a revitalização dos bulbos capilares, combatendo queda de cabelo, alopecia, envelhecimento prematuro e cabelos brancos.

Imagens ilustrativas, o tamanho e maturidade da muda terá relação com sazonalidade e disponibilidade em estoque. Nossas mudas variam de 10 – 25 cm e, geralmente, não estão em floração.

R$ 11,50

Em estoque

Lista de Desejos Lista de Desejos Lista de Desejos
Fechar
Informação adicional
Peso 0,450 kg
Dimensões 9 × 10 × 30 cm

Sinonímia: Eclipta alba

Família: Asteraceae

Origem: : Américas Subtropical e Temperada, porém, há muitos anos, espalhou-se pela África, Ásia, Europa e Oceania.

Outros nomes populares: falsa-margarida e bhringraj (sânscrito).

Características botânicas: é uma planta anual, podendo ser perene em algumas regiões. O termo erva-botão remete a aparência da flor com um botão de vestimenta, isso por ser uma planta da família botânica das Asteraceae e apresentar capítulos florais.

Cultivo-Solo/Clima: atinge cerca de 80 cm de altura quando adulta. Pode ser plantada em vasos (tipo bacia é melhor) ou canteiros. Suas folhas são pontiagudas, estreitas e de um verde claro (dependendo da insolação que recebe). Prefere climas frescos e solo úmidos, por conta disso, em muitas regiões do mundo é considerada uma planta invasora de ambientes alagados, como plantações de arroz.

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: é uma planta muito valorizada na Ayurveda, medicina tradicional indiana, sendo chamada de Bhringraj, que em sânscrito significa “rei do cabelo”, pois promove a revitalização dos bulbos capilares, combatendo queda de cabelo, alopecia, envelhecimento prematuro e cabelos brancos. Também é usada para tratamento de problemas relacionados ao fígado, como hepatite, cirrose e gordura hepática, devido ao fato de suas folhas serem um tônico amargo. Muitas vezes, suas flores também são utilizadas. É considerada um antídoto à diversos venenos, como de cobra, quando aplicada externamente.

Partes usadas: folhas e flores.

 

ATENÇÃO: as informações aqui contidas são apenas para interesse didático. Antes de consumir qualquer planta medicinal consulte seu médico ou fitoterapeuta.