Erva de Santa Maria(Chenopodium ambrosioides)

Família: Chenopodiaceae

Origem:América Central e do Sul

Outro nome científico: <i>Dysphania ambrosioides</i> L.

Outros nomes populares:  mentrasto, mentruço, mastruço, mastruz, epazote, herba sancti mariae, jesuit’s tea, mexican tea, paico, wormseed, apazote.

Características botânicas: erva perene ou anual, muito ramificada e com até 1 m de altura. Flores pequenas e verdes. Possui odor forte e característico em toda sua estrutura.

Cultivo-Solo/Clima: nasce espontaneamente em lavouras, terrenos baldios, hortas e jardins, principalmente na estação das chuvas. É uma das espécies de maior área de dispersão. A colheita deve ser feita no início da floração. Desenvolve-se melhor em zonas temperadas, solos arenosos e férteis. Propaga-se por sementes.

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: auxilia no tratamento de contusões e dores musculares. É uma planta repelente de insetos, especialmente pulgas. O uso interno deve ser feito somente com a orientação de um médico.

Partes usadas: folhas e flores.

 

ATENÇÃO: as informações aqui contidas são apenas para interesse didático. Antes de consumir qualquer planta medicinal consulte seu médico ou fitoterapeuta.

 

Envie uma mensagem pelo formulário abaixo ou nos chame pelo Whatsapp (11 98426-6564)