Manjerona (Origanum majorana)

Família: Lamiaceae

Origem: Mediterrâneo

Nomes populares: manjerona-verdadeira, knotted marjoram (inglês), marjoram (inglês), pot marjoram (inglês), sweet marjoran (inglês), mayorana (espanhol), mejorana (espanhol).

Características botânicas: planta herbácea, perene, ereta, aromática, atingindo entre 20-60 cm de altura. Apresenta sabor doce do pinho e do citrino.

Cultivo-Solo/Clima: desenvolve-se bem em regiões de clima quente, podendo sobreviver em climas muito frios, porém torna-se anual por não agüentar estas temperaturas. Gosta de solos arenosos ou areno-argilosos, ricos em matéria orgânica, bem drenados e com pH entre 6,0 e 7,0. Aprecia ar úmido, porém não gosta de solos constantemente molhados. Propaga-se por sementes, divisão de touceira ou estaca.

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: apresenta propriedade digestiva, estimulante menstrual, podendo auxiliar na cura do reumatismo e de toda a forma de artrite, tanto na forma de chá quanto na forma macerada com óleo quente para colocação em locais mais doloridos. Suas folhas aromáticas, verdes ou secas, possuem uso culinário. Para secá-las, as folhas devem ser cortadas enquanto a planta começa a florescer e secadas lentamente na sombra. É usada freqüentemente em combinações das ervas tais como Herbes de Provence e Za’atar. Pode aromatizar saladas, vegetais, legumes, doces, bebidas e óleos. Semelhante aos orégãos, a manjerona é ainda mais aromática. Também é usada em massas, lasanhas e pizzas. Combine com manjericão, alecrim, tomilhos e salva. O óleo essencial pode ser usado na perfumaria, para aromatizar os sabões e produtos para o cabelo.

Partes usadas: folhas e flores.

 

ATENÇÃO: as informações aqui contidas são apenas para interesse didático. Antes de consumir qualquer planta medicinal consulte seu médico ou fitoterapeuta.

Envie uma mensagem pelo formulário abaixo ou nos chame pelo Whatsapp (11 98426-6564)

Fechar Menu
×

Carrinho