RAIO-X | Azedinha da horta

RAIO-X | Azedinha da horta
©Divulgação

Gabi Pastro

Queridos hortelões, hoje começamos uma séria chamada ‘Raio-x’, na qual falaremos tudo sobre determinada espécie da horta. E começamos com a azedinha, nossa querida hortaliça que sai da horta temperada, já com gostinho de limão…hummm

Nome científico: Rumex acetosa 

Nomes populares: azedinha, azeda, azeda comum, azedeira, língua de vaca, common sorreal (inglês), garden sorrel (inglês), acedera común (espanhol), vinagrera (espanhol).

Família: Polygonaceae

Origem: Europa e Ásia

Características botânicas: planta perene e rasteira. Apresenta flores muito pequenas, com aproximadamente 3 mm de diâmetro. Sua floração não é tão comum, mas é possível no nosso clima.

Cultivo-Solo/Clima: adapta bem a vários tipos de solo. Pode ser atacada por lesmas e caracóis, quando isto acontece é só cortar a touceira. Pode ser plantada em um vaso tipo bacia (boca larga) ou diretamente no canteiro. Apesar de precisar de algumas horas de sol pode ser plantada na parte da horta que bata menos sol. Uma adubação com composto orgânico ou húmus de minhoca a cada 40 dias, para vasos, ou 60 dias, para canteiros, é ideal. Multiplica-se facilmente por divisão de touceiras.

Variedades: clara e escura. A variedade clara apresenta folhas grandes, sabor mais suave e é mais macia, já a escura tem folhas menores, um sabor mais acentuado de limão e pode ficar muito fibrosa com o passar do tempo.

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: suas folhas ainda são consideradas um alimento não convencional aqui no Brasil, porém lá fora, principalmente em Portugal, é muito comum seu consumo. Pode ser utilizada em saladas, sopas, patês e omeletes. Apresenta propriedades depurativa do sangue, diurética, ajuda a baixar a febre, curar feridas e é muito rica em vitamina C e cálcio. Atenção: por sua grande quantidade de oxalato de cálcio, não deve ser consumida em excesso, pois pode ser prejudicial aos rins.

Partes usadas: folhas.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Este post tem 2 comentários

  1. Flavio Veiga da Silva

    Bom dia !
    Gostaria de saber se vcs possuem mudas de azedinha ?
    Se sim, gostaria de saber o valor ?

    Att.

    Flavio

Deixe uma resposta