Usando ervas, temperos e especiarias na culinária

Usando ervas, temperos e especiarias na culinária
©Gabriela Pastro
Gabriela Pastro

Nem sempre podemos ter ervas frescas ao alcance das mãos, por isto as ervas e especiarias secas e os condimentos vêm nos auxiliar. Eles adicionam sabor mais concentrado e intenso e, se usados corretamente, propiciam os mesmos benefícios das versões frescas.

Para utilizarmos os temperos secos temos que ter em mente alguns pontos: boa procedência, bom armazenamento e momento e forma correta de uso. Quando usamos uma especiaria, como noz moscada, canela e anis estrelado, devemos moer ou ralar na hora, caso seja necessária a consistência em pó. Isto porque eles perdem facilmente suas propriedades aromáticas e medicinais. Ou seja, sempre prefira comprar as especiarias inteiras, não moídas. Este cuidado também garante que o quê var ser utilizado tem apenas aquele ingrediente desejado. Quando compramos tudo moído não sabemos ao certo se existe algo a mais misturado no tempero, para assim aumentar o rendimento e a validade. Por exemplo, o açafrão da terra (cúrcuma) em pó e a granel geralmente é comercializado com adição de fubá.

Abordarei estas e outras dicas simples para ajudar e desmistificar o uso temperos na cozinha. Venha fazer o Curso Viagem através das Especiarias comigo (21/maio das 9h00 – 13h30), ele será realizado no Viveiro Sabor de Fazenda. Reserve sua vaga pelo (11) 2631-4915 ou sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Deixe uma resposta